As Capitanias de Pernambuco: política e administração na América Portuguesa (sécs. XVII - XVIII)

Clique no botão ao lado para assistir o video relacionado ao produto.

Assistir Video

As Capitanias de Pernambuco: política e administração na América Portuguesa (sécs. XVII - XVIII)

Código: 000603 Marca:
Ops! Esse produto encontra-se indisponível.
Deixe seu e-mail que avisaremos quando chegar.

Autoria: José Inaldo Chaves

Editora : Fino Traço Editora
ISBN : 9786589011354
Páginas : 304
Publicação: 2021   1º Edição
Encadernação : Brochura

Sinopse

Nordestino de nascimento, sotaque e coração, o Professor José Inaldo é um primoroso exemplo de como funciona a pesquisa historiográfica. A ideia de ter uma identidade atrelada a uma região, que nos acompanha até mesmo nas filigranas do cotidiano, constituiu o ponto de partida para a pergunta historiográfica que moveu sua pesquisa: afinal, como um espaço constrói relações, identidades e fronteiras?

Ao estabelecer o conceito de território para além da demarcação geográfica, o autor entrelaça o espaço à rede de relações sociais que se desenvolveram através das mercês e privilégios do Império português. Imbuído de habilidoso uso das palavras, o autor (meu amigo, se me permitem esse autoelogio) entrega uma fascinante narrativa sobre as Capitanias do Norte do Estado do Brasil, focando-se sobre a relação de subalternidade que se desenvolveu nestes espaços de fronteiras fluidas a partir do século XVII.

Sumário

Lista de abreviaturas

 

Prefácio

 

Introdução

 

CAPÍTULO 1

Que seja tudo do rei

1.1 Uma governação de sustância

1.2 Uma formosa cidade bem na pancada do mar

 

CAPÍTULO 2

O Estado Político de Pernambuco

2.1 Anexar e subordinar: um problema de jurisdição?

2.2 (De) quem eram as anexas?

2.3 Os “particulares do Rio Grande”

2.4 Epílogo

 

CAPÍTULO 3

Gravar o rastro nos desertos

3.1 Os caminhos da América portuguesa

3.2 Novas vilas e novos espaços institucionais nos sertões de fora

3.3 As “cabeças” do Ceará

3.4 Epílogo

 

CAPÍTULO 4

Como fazer útil uma capitania?

4.1 Os antigos planos de subordinação

4.2 (Des)conexões duráveis

4.3 Separada no governo, unida no negócio

 

CAPÍTULO 5

A nova regeneração da América

5.1 A reunião

5.2 A Santa Reforma

5.3 O governador sem governo

 

CAPÍTULO 6

Mudança de planos?

6.1 “Os habitadores desta Capitania, Augustíssima, e Soberana Senhora, não são de menor condição para Vossa Magestade

6.2 Natureza e identidades políticas nas capitanias do norte

6.3 Algumas notas sobre uma intersecção: história regional e história política

 

Considerações finais

 

Fontes impressas

 

Fontes manuscritas

 

Bibliografia

Produtos relacionados

Pague com
  • Pix
  • proxy-paghiper-v1
Selos
  • Site Seguro

Fino Traço Editora - CNPJ: 07.028.685/0001-23 © Todos os direitos reservados. 2024